PERFECTUM Engenharia de Avaliações

Avaliação patrimonial de bens e direitos

Mensuração do valor justo do patrimônio da sua empresa


Laudo de avaliação patrimonial de todos os bens do ativo imobilizado

Laudo técnico de avaliação patrimonial para identificar os valores dos bens móveis e imóveis do patrimônio da empresa para fins de ajustes de avaliação patrimonial; Avaliação econômica de empresas para incorporação ou dissolução de sociedades;

Somos uma empresa de avaliação patrimonial constituída por profissionais do ramo de engenharia de avaliações dedicada à prestação de serviço de avaliação do patrimônio para fins de direito. Prestação de serviços de Engenharia de Avaliações e Perícias para empresas.

Avaliação patrimonial de bens industriais

Avaliação de máquinas, instalações e bens industriais


Avaliação patrimonial para mensurar os valores reais dos bens do ativo imobilizado

Avaliação de bens do ativo imobilizado de empresas para realização de impairment test (Teste de "Impairment" ou Teste de Recuperabilidade) e ajustes de avaliação patrimonial, nos casos em que se faça necessário avaliar os bens patrimoniais da empresa;

Avaliação patrimonial de imóveis, terrenos e benfeitorias comerciais, industriais e residenciais, jazidas e instalações de produção industrial. Avaliação dos ativos para fins de alienação, garantia e penhora, entre outras finalidades;

Avaliação patrimonial de imóveis

Avaliação de bens imóveis - Terrenos e benfeitorias


Avaliação de empresas para incorporação ou dissolução de sociedades

Laudo de avaliação do patrimônio para identificação do valor real de todos os bens que fazem parte do patrimônio da empresa para fins gerenciais e ajustes de avaliação patrimonial;

Serviços técnicos de avaliações e perícias, avaliação de patrimônio para incorporação, fusão, cisão e dissolução de sociedades e avaliação econômica de empresas pelo método de fluxo de caixa descontado;

Somos empresa de avaliações especializada em prestação de serviço de avaliação do patrimônio de empresas atendendo requisitos legais para fins de direito;

Avaliação de bens móveis

Avaliação patrimonial de empresa de construção

Fale conosco
Fale conosco
Twitter WhatsApp

O que é avaliação patrimonial

De acordo com as relações institucionais e os objetivos sociais da organização, Avaliação Patrimonial é a atribuição de valor aos bens e direitos reconhecidos como ativos imobilizados pela contabilidade da entidade de acordo com a legislação vigente.

Deve ser realizada uma avaliação patrimonial dos ativos periodicamente ou nos momentos especificados pela legislação para que os gestores e acionistas tenham conhecimento do valor real atualizado do patrimônio e dele possam usufruir ou dispor de forma justa.

Avaliação do patrimônio líquido da empresa

A contratação dos serviços de uma empresa de avaliação patrimonial para realizar a avaliação de ativos e atribuir a cada imobilizado o seu valor real, além de assegurar à contabilidade da empresa a possibilidade de realizar as suas demonstrações contábeis com bases reais, garante aos acionistas o conhecimento do quanto vale o patrimônio líquido da sua empresa com fundamento em informações atestadas por profissionais independentes.

Serviço de avaliação patrimonial de empresas

Prestação de serviço de engenharia legal - perícias de engenharia e assistência técnica judicial - Vistorias imobiliárias e avaliação de imóveis para finalidades judiciais ou garantia e penhora, além de outras operações de caráter financeiro ou operações de crédito junto às instituições bancárias envolvendo ativos que podem ser oferecidos em garantia.

A qualidade, precisão e fundamentação dos laudos que elaboramos constituem o principal diferencial que tem feito com que sejamos distinguidos dentre as demais empresas de avaliação patrimonial atuantes no segmento de engenharia de avaliações e perícias de engenharia.

Tipos de valores atribuíveis aos bens segundo a finalidade da avaliação patrimonial

O laudo de avaliação patrimonial deve ser elaborado segundo os critérios definidos para atender cada finalidade específica, de acordo com as normas técnicas brasileiras e tem que contemplar, entre outros aspectos, os indicadores de viabilidade da exploração econômica do objeto do laudo, conforme sua utilidade para a finalidade a qual se destina. Além disso, deve estar de acordo com as medidas de convergência para com as normas contábeis internacionais. Segundo as normas brasileiras, quando da reavaliação de ativos patrimoniais, são admissíveis as expressões abaixo definidas para os elementos imobilizados, de forma tal que cada ativo tenha a sua expressão monetária explicitada de forma individualizada pelo perito avaliador:

Valor de mercado

É a quantia mais provável pela qual se negociaria voluntariamente e conscientemente um bem, numa data de referência, nas condições vigentes do mercado.

Em geral, é o que se procura determinar quando se faz uma avaliação patrimonial considerando todas as condições que, a cada momento, possam influenciar, de alguma forma, no resultado dos cálculos avaliatórios. De acordo com a legislação societária, as avaliações e reavaliações de itens do ativo permanente imobilizado são feitas a valores correntes, podendo, em algumas eventualidades, serem estipulados outros valores, sendo indispensável a definição da expectativa de vida útil remanescente e o valor residual ao final da utilidade, com base no custo de reposição.

Valor patrimonial

É aquele correspondente à totalidade dos bens de pessoa física ou jurídica

Valor residual

Quantia representativa de quanto vale o objeto final de sua durabilidade econômica ou útil

Vantagem da coisa feita

Diferença entre o quanto vale atualmente e o custo de reedição de um bem, quando positiva

Valor em Risco

É aquele representativo da parcela do item que se deseja segurar. Tratando-se de seguro de um determinado imóvel, é a parcela representativa das benfeitorias, equipamentos, e instalações, conforme objeto da apólice ou da contratação, observada a máxima depreciação

Valor Econômico

É o resultante do cálculo do valor presente na aplicação do método da capitalização da renda. Reflete a rentabilidade de um capital equivalente aos custos de um item no estado em que se encontra. Em setor restrito ou em empreendimentos pode ser uma aproximação do valor para compra ou venda

Valor de Liquidação Forçada

É a quantia provável que se obtém numa situação de venda compulsória, típica de leilões. É muito utilizado nos eventos de garantias bancárias. Quando utilizado, deve ser também apresentado o seu valor de mercado. Reflete a quantia auferível na transação realizada em um curto espaço de tempo. Desta forma, os valores de liquidação forçada conduzem sempre a resultados abaixo dos de mercado, pois nestes casos é violada uma condição basilar de comercialização do bem, que é a sua velocidade de venda

Valor de Custo

Total de custos necessários para se repor o bem, com explicitação do estado em que se encontra ou sem considerar eventual depreciação. Se depreciado, passa a representar o custo de reposição do bem avaliando

Valor de Indenização

Quantia estipulada para reparos ou recomposição de bens, destinada ao ressarcimento de prejuízos em desapropriações, servidões ou congêneres, reedição ou recomposição de popriedades

Valor de desmonte

O mesmo que o Patrimonial quando numa situação em que o empreendimento não apresente atratividade

Valor em Uso

É o quanto vale um elemento patrimonial funcionamento, no estado operacional em que se encontra, para um empreendimento, consideradas suas respectivas instalações

Vida econômica

Prazo econômico operacional de um item

Vida útil

Prazo de utilização funcional de um elemento do patrimônio

O que é Valor Justo

Tratando-se de reavaliação de ativos imobilizados visando atender às demandas de ajustes de avaliação patrimonial, a legislação atual trata a questão mencionando sempre o Valor Justo para os elementos do ativo imobilizado, cabendo ao contratante e ao engenheiro de avaliações perito avaliador escolherem, dentre os valores admissíveis, qual aquele que mais se ajustaria ao elemento, em face da sua utilidade e dos objetivos da organização.

Em geral, o Valor Justo não é o valor contábil e a opção por outro recai sobre o de mercado para venda ou, eventualmente, sobre o de mercado para compra, como definidos e recomendados pelas normas. Entretanto, o Valor Justo pode não ser nenhum dos anteriores, obtidos pelas metodologias normalmente adotadas em avaliações de patrimônio, podendo ser o Valor em Uso o mais representativo do Valor Justo. Como o Valor em Uso, na extensa maioria dos casos, é mais subjetivo e apresenta grau elevado de dificuldade de cálculo, ele é pouco considerado.

Seja como for, o Valor Justo é aquele que somado ao valor presente dos benefícios auferidos, a uma dada taxa de retorno, seja suficiente para adquirir o objeto no seu estado original ou outro similar com as mesmas características operacionais. Se for possível vender o ativo, no estado em que se encontra e se o preço de venda somado ao valor presente dos benefícios auferidos for suficiente para a reposição, então o valor para venda no mercado será o Valor Justo. Habitualmente, temos adotado essa prática e isso tem tido boa aceitação, pois coincide com o conceito contábil.


Veja as correlações entre as finalidades e respectivos tipos de valores admissíveis no documento avaliação de bens imobilizados


Home E-Mail Topo